© 2019 AUDTAX | AUDITORIA E COMPLIANCE. ORGULHOSAMENTE BRASILEIRO.

comercial@audtax.com.br |    Av. Paulista, 1765, 7°A - Conj. 72 C - São Paulo, SP

                                      Av. Barão Rio Branco, 26 - Rio de Janeiro, RJ

                                   Rua Evangelista de Lima, 931 - Franca, SP 

                                   5301 Conroy Road, Suite 140 - Orlando, FL

  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Na prática: Entenda qual a função do Fluxo de Caixa Descontado.

June 8, 2016

O Fluxo de Caixa Descontado, também abreviado como FCD, é uma ferramenta importante para calcular o valor de uma empresa. Este cálculo pode ser feito quando uma empresa vai se fundir com outra, quando vai ser vendida ou para análise interna de desempenho.

 

Investir significa aplicar o capital em um ativo com a expectativa de que ele gere lucros futuros que superem o investimento. Para isso, é necessário, primeiramente, distinguir-se os conceitos de valor de preço.

 

Valor de um ativo representa o seu montante justo hoje, enquanto preço significa por quanto o mercado o está negociando nessa mesma data. Logo, se o preço praticado é inferior ao valor, tem-se um investimento potencial a ser adquirido. Conforme Hilsdorf  "preço é o que se paga e valor o que se leva".

 

Mas como conhecer o valor de um ativo?. Há dezenas de modelos de avaliação, mas apenas duas abordagens: intrínsica e relativa. Ainda segundo Damodaran, o valor intrínseco de um ativo é determinado pelos fluxos de caixa que se espera sejam gerados pelo bem durante sua vida útil e pelo grau de incerteza por eles gerados.

O valor justo de uma empresa para os acionistas representa o que ela pode gerar de retorno no futuro expresso em valores de hoje.

O fluxo de caixa descontado é um método para avaliar a riqueza econômica de uma empresa dimensionada pelos benefícios de caixa a serem agregados no futuro e descontados por uma taxa de atratividade que reflete o custo de oportunidade dos provedores de capital.

 

 

Taxa de Desconto.

 

A taxa de desconto não é única ou uniforme. Ela é formada a partir do custo de oportunidade somado a uma taxa de risco e ambos são definidos por cada investidor em função de sua realidade financeira e avaliação de risco.

Uma forma simplificada, porém não menos viável, de se identificar o custo de oportunidade é lançar um olhar sobre a renda fixa, onde podemos avaliar o retorno (juros a receber) com o baixo risco (possibilidade de não recebermos o capital investido). Logo, no caso brasileiro, o investidor poderia utilizar como custo de oportunidade a taxa de juros pagos pelos títulos do tesouro direto atrelados à taxa Selic (Tesouro Selic - antiga LFT).

A taxa de risco ou prêmio pelo risco, será determinada pelo investidor e considerará as características do mercado como um todo e, principalmente, do ativo a que se quer avaliar.

 

Entendendo como aplicar a taxa.

 

A obtenção de um resultado mais exato no Fluxo de Caixa Descontado depende diretamente da aplicação da taxa de desconto correta. Para determiná-la, é preciso levar em consideração a metodologia de fluxo de caixa adotada. As possibilidades são as seguintes:

            Custo médio ponderado de capital (WACC): Aplica-se ao Fluxo de Caixa Operacional ou Fluxo de Caixa Livre. Pode ser definido como o retorno exigido sobre o capital investido para o equilíbrio da empresa. As ponderações devem ser realizadas com observância ao valor de mercado, já que o WACC deve estar de acordo com a abordagem geral da avaliação.

            Custo do capital próprio: Esta taxa deverá ser aplicada quando adotado o Fluxo de Caixa dos Acionistas;

            Custo médio ponderado de capital com economia de imposto: Aplicada ao Fluxo de Caixa de Capital.

 

Qual a diferença entre o Fluxo de Caixa Descontado e o Fluxo de Caixa Mensal.

 

É preciso ter cuidado para não confundir o Fluxo de Caixa Descontado com o Fluxo de Caixa Mensal, já que este é destinado ao acompanhamento da movimentação de caixa através de lançamentos realizados a partir de um plano de contas pré-definido.

 

 

A Estrutura do Método do Fluxo de Caixa Descontado.

 

Em razão de envolver valores futuros (esperados) não conhecidos exatamente, as decisões de investimento são tomadas em ambiente de risco, como é previsto na taxa de desconto estabelecida no método do FCD. Em verdade, toda decisão de investimento é avaliada pelo seu retorno esperado, determinado a partir dos fluxos de caixa previstos de serem realizados no futuro. Toda proposta de alocação de capital, neste ambiente de decisão, deve levar em consideração a relação entre risco e retorno esperados. A avaliação de uma empresa é processada, em consonância ao exposto e previsto no método do FCD, com base nos fluxos operacionais de caixa previstos de serem gerados ao longo de um determinado período de tempo, e efetivamente disponíveis aos componentes de capital da empresa.

 

No processo de avaliação, é importante não somente o levantamento dos fluxos de caixa esperados, mas também a forma como eles se distribuem ao longo do tempo. A definição do valor de um ativo, como mensurada pelo FCD, leva em conta o valor do dinheiro no tempo.

 

Portanto, a remuneração do valor de um ativo é efetuada pela atualização de todos os benefícios econômicos de caixa, previstos de ocorrerem no futuro, para um único momento do tempo (valor presente). Esta atualização dos fluxos de caixa é executada mediante a aplicação de uma taxa de desconto, denominada de custo de capital, constituída do custo de oportunidade de cada fonte de financiamento ponderada por sua respectiva participação na estrutura de capital.

 

Desta forma, a estrutura básica de avaliação pelo método do fluxo de caixa descontado para determinação do valor da empresa, segue as seguintes fases básicas:

 

a. horizonte de tempo das projeções

b. projeções dos fluxos de caixa

c. taxa mínima de atratividade como taxa de desconto

 

Na avaliação econômica de empresas, o método do fluxo de caixa descontado é o que apresenta o maior rigor técnico e conceitual. Este método está voltado para a apuração da riqueza absoluta do investimento valor presente de um fluxo de benefícios econômicos de caixa esperados no futuro estando perfeitamente consistente com o objetivo da empresa enunciado de maximização de seu valor de mercado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

BC limita tarifa de uso do cartão de débito para reduzir custos no comércio

September 27, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo