© 2019 AUDTAX | AUDITORIA E COMPLIANCE. ORGULHOSAMENTE BRASILEIRO.

comercial@audtax.com.br |    Av. Paulista, 1765, 7°A - Conj. 72 C - São Paulo, SP

                                      Av. Barão Rio Branco, 26 - Rio de Janeiro, RJ

                                   Rua Evangelista de Lima, 931 - Franca, SP 

                                   5301 Conroy Road, Suite 140 - Orlando, FL

  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Diferenças entre CAPEX e OPEX, qual a melhor escolha?

November 17, 2016

 

 

O mercado  financeiro é repleto de siglas e palavras diferentes.

 

Entender seus significados pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso na saúde financeira da sua empresa.

 

Por esse motivo, vamos entender e compreender duas siglas relacionadas às despesas: CAPEX e OPEX.

 

OPEX faz referência às despesas operacionais, aos custos ou aos dispêndios operacionais. Eles significam os custos contínuos incorridos-por um produto, uma empresa ou um projeto.

Sua contrapartida, ou seja, despesas com capital (CAPEX) são os custos incorridos para o desenvolvimento ou fornecimento de componentes não consumíveis de um produto ou sistema.

Por exemplo, a aquisição de um equipamento envolve CAPEX, enquanto os custos de manutenção representam OPEX.

Para sistemas mais abrangentes, como empresas, OPEX pode também incluir o custo da mão de obra e as despesas com as instalações, tais como aluguel e serviços básicos.

No caso das empresas, uma despesa operacional é uma despesa do dia a dia, tal como vendas e administração.

Sendo assim, trata-se do quanto a empresa despende para transformar seu inventário em vendas.

Tendo como exemplo de um balancete, as despesas operacionais representam a soma das despesas operacionais de uma empresa ao longo de determinado período de tempo, tal como um mês, um semestre ou ano.

É importante ressaltar que parte do sucesso de um projeto se refere à previsão desses custos e sua efetivação durante a realização do projeto.

 

O CAPEX são dispêndios que geram benefícios futuros.

Esse tipo de despesa é incorrido sempre que um projeto adquire ativos fixos ou agrega valor a um ativo fixo já existente, o qual possui uma vida útil expandida além do ano fiscal. O CAPEX é um conceito usado por uma empresa para adquirir ou para introduzir melhorias em ativos físicos, como, por exemplo, equipamentos, propriedades ou instalações.

 

Em contabilidade, uma despesa com ativo fixo é adicionada a uma conta de ativos (capitalizada), aumentando o valor dos ativos da organização.

 

Trocando em miudos, no ambiente de projetos, CAPEX representa os dispêndios com o capital investido a exemplo da construção de instalações de armazenagem, de aquisições de máquinas ou de ampliação das vias de acesso ao local onde se desenvolve o projeto.

Perceba que o CAPEX e o OPEX têm diferentes impactos em projetos, pois a maior parte das despesas de capital é fixa e seu impacto financeiro em um projeto é sentido imediatamente.

De forma análoga, as despesas operacionais são incorridas ao longo de toda a vida de um projeto e incluem um componente variável que pode ser gerenciado continuamente.

 

Relevância para o Cash Flow

A importância de apurar o capex de um exercício (e de cruzeiro) vem de que, exceptuando casos de financiamento de longo prazo, a saída de dinheiro respeitante ao capex ocorre no exercício em que se incorre no dito, não obstante o seu custo ser reconhecido apenas parcialmente nesse exercício e o restante ser reconhecido nos seguintes, via amortizações.

Logo, torna-se numa rúbrica importante do mapa de cash flow (em actividades de investimento) e influencia sobremaneira a capacidade da empresa de gerar dinheiro para outras aplicações (por exemplo, para remunerar o accionista), afectando fortemente o cash flow livre (free cash flow) gerado pela empresa.

 

Existem dois tipos de negócio: o primeiro lucra 12% e no final do ano pode-se

retirar o dinheiro. O segundo lucra 12%, mas todo o cash em excesso tem

 que ser reinvestido - nunca dá dinheiro. Lembra-me um tipo que olha para

todo o seu equipamento e diz: "Aí está todo o meu lucro".  Nós detestamos

esse tipo de negócio.

 

 

Erros comuns

Muitos analistas adicionam o capex (ou consideram capex positivo) ao EBITA no cálculo do cash flow livre, o que, mesmo que feito apenas em alguns exercícios, é errado. O capex deve ser sempre tido como uma despesa de investimento (e nunca como um proveito; apesar de gerar benefícios), logo subtraído (considerado negativo) ao EBITA.

Estes erros influenciam sobremaneira o apuramento do valor justo (fair value) apurado através de um modelo de discounted cash flow, podendo-se, por exemplo, com uma pequena alteração de 10% no capex no último exercício de um período de 5 anos, influenciar em aproximadamente 30% o valor justo obtido.[1]

 

 

Troca de Capex por Opex

Com relação aos seus gastos com infraestrutura de TI, é possível trocarmos Capex por Opex, que permite contratar toda a infraestrutura necessária dispensando o custo de montar uma própria! Quando você apenas considera o valor da compra do bem e esquece os valores para mantê-lo, está colocando a empresa em uma grande armadilha. Veja porque: Ao comprar toda a infraestrutura de TI necessária, o gestor reduz a disponibilidade financeira da empresa para alguma eventualidade que, diga-se de passagem, não é muito difícil de acontecer. Quando você terceiriza a infraestrutura, o valor que será usado é baixo, não comprometendo a saúde financeira da organização.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

BC limita tarifa de uso do cartão de débito para reduzir custos no comércio

September 27, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo